P.S: Eu Não Sou Uma Vadia!

Bitch!
É triste como as mulheres se desvalorizam tanto.
Becos escuros. Festas de arrepiar. Drogas para "se divertir". Beijos que terminam com um sexo casual.
Traição entre amigas. Fofocas para ser popular. Doenças sexualmente transmissíveis. Relacionamentos desfeitos.
POR FAVOR ACORDEM!!!
E não me chamem de vadia... eu sou mulher, e das melhores!
Há quem ache legal mas eu procuro outras opções, não sou assim.
Odeio ficar, sexo casual, brigar não tá com nada; quando as pessoas prometem coisas e não cumprem, e dar uma segunda chance para que não merece.

Sou sincera, confiável, tenho escrúpulos, honesta, não traio, não olho o homem alheio, não sou popular, não falo da vida de ninguém.
Gosto de me conectar com personagens dos meus livros preferidos, sou maluca e excêntrica, ouço música no último volume.
Adoro ser correspondida, seja no amor ou numa amizade.
Sou viciada em seriados. A Izzie de Grey's Anatomy é minha preferida. Amo a Carrie Underwood e suas músicas que me deixam arrepiada. E muitas outras músicas por aí que falam de se vingar.

Será que todas essas coisas me tornam uma vadia?? Me diz você?

Não preciso de análise... (bom talvez precise!) ou de interpretação, e muito menos de você. Eu não sou uma artista torturada, talvez seja só uma charada enrolada em um grandioso mistério. Mas tenha certeza de que quando olhar para mim vai encontrar as respostas às suas perguntas sobre que tipo de pessoa eu sou.

1 comentários: